NewCheats

Melhorando a cada instante

Bem Vindo - New Cheats
Vagas para Equipe
Regras importantes

    CURSO BASICO DE PHP

    Compartilhe

    terrypunk
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 226
    Agradecimentos! : 651
    Data de inscrição : 18/05/2010
    Idade : 27
    Localização : fim do mundo

    CURSO BASICO DE PHP

    Mensagem por terrypunk em Ter Maio 18, 2010 9:39 pm

    Iniciando no Mundo do Php
    PHP é uma linguagem de programação do tipo server-side, ou seja uma linguagem que roda diretamente pelo servidor.

    Como assim?

    Quando eu digo a palavra servidor, não pense em um servidor de internet, não é isso alias não tem nada haver com isso. Quando se fala em servidor em php, apenas se fala em uma máquina que tenha o interpretador do PHP instalado. Você pode imaginar ele como se fosse o JRE (java) ou o flash player que você tem instalado na sua máquina.

    A diferença é que você precisa além do PHP, de um outro programinha, um servidor HTTP, dai vem a palavra servidor, esse servidor HTTP pode ser o Apache, IIS e etc. Mesmo precisando de um outro software, servidor, para rodar PHP acaba sendo leve pois normalmente os servidores HTTP também são leves. O que acaba sendo uma vantagem de PHP em relação a outras linguagens e plataformas mais pesadas, como o senhor pesadão DOT NET e até mesmo Java.

    Basicamente tome por verdade por enquanto que você instala um programa de computador em um "servidor", este programa é um interpretador, imagine ele como o tradutor de uma empresa: você da um comando para ele em português e ele da esse mesmo comando para o seu colega americano fazer.

    Esse programa, o interpretador do PHP, é escrito atualmente em C , ele pega o que você digitou em um arquivo .php, interpreta e te devolve algum valor ou aciona algo que ele possa acessar dentro do sistema operacional como um programa qualquer. Isto te da as possibilidades de:

    Abrir programas (processos) dentro do servidor, como o Word por exemplo
    Interagir com aplicações
    Chamar classes java
    Obter informações de hardware da máquina
    Obter informações sobre desempenho da máquina
    Obter informações de processos, janelas ativas e etc


    Veja como funciona PHP X Servidor




    Legal, PHP é ótimo para Internet?!

    Não... não apenas isso, você vai encontrar em muitos locais, livros, escolas, pessoas falando que PHP é uma linguagem para internet. Dizer isto é uma inverdade. O porque é simples:

    1. PHP gera html, html é interpretado por um navegador, um navegador pode estar off-line

    2. Você pode muito bem criar um navegador proprio para sua aplicação, instalando em seu pacote php servidor xxxxx servidor de banco e rodar ela sem o usuário nem perceber que está abrindo html.

    - Há mais isso é meio confuso!

    Pergunta para um usuário se não é confuso instalar um tal de .NET frameworks, SqlServer ou JRE para o joguinho dele rodar... a questão é apenas que não a cultura de fazer isto.

    3. Você pode acessar com PHP grande parte das bibliotecas, protocolos e serviços que outras linguagens desktop acessam.
    Exemplos: você pode fazer um inventário de hardware utilizando PHP, você pode abrir e escrever no Word usando PHP, você pode executar arquivos .bat usando PHP

    4. Existe PHP-GTK para programar usando janelas tradicionais

    Esta imagem foi redimensionada. Clique na barra para ver esta imagem maior. O tamanho da imagem original é 476x334.


    PHP então pode tudo?

    Como uma vez li em uma prova: "A limitação está em você".

    Obviamente grande parte das coisas em relação a programação Desktop vai ser mais fácil e rápido criar em outra linguagem, por elas já serem feitas pra isso e terem bibliotecas prontas, mas mesmo assim você pode interagir sua informação com PHP para tornar sua aplicação mais acessível e interativa.

    O que o PHP pode fazer?

    Qualquer coisa. O PHP é focado para ser uma linguagem de script do lado do servidor, portanto, você pode fazer qualquer coisa que outro programa CGI pode fazer, como: coletar dados de formulários, gerar páginas com conteúdo dinâmico ou enviar e receber cookies. Mas o PHP pode fazer muito mais.

    Esses são os maiores campos onde os scripts PHP podem ser utilizados:

    QUOTE

    Quote
    * script no lado do servidor (server-side). Este é o mais tradicional e principal campo de atuação do PHP. Você precisa de três coisas para seu trabalho. O interpretador do PHP (como CGI ou módulo), um servidor xxxxx e um browser. Basta rodar o servidor xxxxx conectado a um PHP instalado. Você pode acessar os resultados de seu programa PHP com um browser, visualizando a página PHP através do servidor xxxxx. Todos eles podem rodar na sua máquina, em casa, para você experimentar programação com o PHP. Veja a seção das instruções de instalação para mais informações.
    * script de linha de comando. Você pode fazer um script PHP funcionar sem um servidor xxxxx ou browser. A única coisa necessária é o interpretador. Esse tipo de uso é ideal para script executados usando o cron ou o Agendador de Tarefas (no Windows). Esses scripts podem ser usados também para rotinas de processamento de texto. Veja a seção Utilizando o PHP em linha de comando para maiores informações.
    * Escrevendo aplicações desktop. O PHP provavelmente não é a melhor linguagem para criação de aplicações desktop com interfaces gráficas, mas se você conhece bem o PHP, e gostaria de usar alguns dos seus recursos avançados nas suas aplicações do lado do cliente, você pode usar o PHP-GTK para escrever programas assim. Isso ainda lhe habilita a escrever aplicações multi-plataformas. O PHP-GTK é uma extensão do PHP, não disponibilizada na distribuição oficial.




    O PHP pode ser utilizado na maioria dos sistemas operacionais, incluindo Linux, várias variantes Unix (incluindo HP-UX, Solaris e OpenBSD), Microsoft Windows, Mac OS X, RISC OS, e provavelmente outros. O PHP também é suportado pela maioria dos servidores xxxxx atuais, incluindo Apache, Microsoft Internet Information Server, Personal xxxxx Server, Netscape and iPlanet Servers, Oreilly Website Pro Server, Caudium, Xitami, OmniHTTPd, e muitos outros. O PHP pode ser configurado como módulo para a maioria dos servidores, e para os outros como um CGI comum.

    Com o PHP, portanto, você tem a liberdade para escolher o sistema operacional e o servidor xxxxx. Do mesmo modo, você pode escolher entre utilizar programação estrutural ou programação orientada a objeto, ou ainda uma mistura deles. Mesmo sem todos os recursos da POO (Programação Orientada a Objetos) implementados no PHP 4, muitas bibliotecas de código e grandes aplicações (incluindo a biblioteca PEAR) são escritas somente em código POO. O PHP 5 corrige as fraquezas da POO do PHP 4, e introduz um modelo de objetos completo.

    Com PHP você não está limitado a gerar somente HTML. As habilidades do PHP incluem geração de imagens, arquivos PDF e animações Flash (utilizando libswf ou Ming) criados dinamicamente, on the fly. Você pode facilmente criar qualquer padrão texto, como XHTML e outros arquivos XML. O PHP pode gerar esses padrões e os salvar no sistema de arquivos, em vez de imprimi-los, formando um cache dinâmico de suas informações no lado do servidor.

    Talvez a mais forte e mais significativa característica do PHP é seu suporte a uma ampla variedade de banco de dados. Escrever uma página que consulte um banco de dados é incrivelmente simples. Os seguintes bancos de dados são atualmente suportados:

    QUOTE
    Quote
    * Adabas D
    * dBase
    * Empress
    * FilePro (read-only)
    * Hyperwave
    * IBM DB2
    * Informix
    * Ingres
    * InterBase
    * FrontBase
    * mSQL
    * Direct MS-SQL
    * MySQL
    * ODBC
    * Oracle (OCI7 and OCI8)
    * Ovrimos
    * PostgreSQL
    * SQLite
    * Solid
    * Sybase
    * Velocis
    * Unix dbm


    Também foi providenciado uma abstração de banco de dados (chamada PDO) permitindo a você utilizar qualquer banco de dados transparentemente com sua extensão. Adicionalmente, o PHP suporta ODBC (Open Database Connection, ou Padrão Aberto de Conexão com Bancos de Dados), permitindo que você utilize qualquer outro banco de dados que suporte esse padrão mundial.

    O PHP também tem suporte para comunicação com outros serviços utilizando protocolos como LDAP, IMAP, SNMP, NNTP, POP3, HTTP, COM (em Windows) e incontáveis outros. Você pode abrir sockets de rede e interagir diretamente com qualquer protocolo. O PHP também suporta o intercâmbio de dados complexos WDDX, utilizado em virtualmente todas as linguagens de programação para xxxxx. Falando de comunicação, o PHP implementa a instanciação de objetos Java e os utiliza transparentemente como objetos PHP. Você ainda pode usar sua extensão CORBA para acessar objetos remotos.

    O PHP é extremamente útil em recursos de processamento de texto, do POSIX Estendido ou expressões regulares Perl até como interpretador para documentos XML. No processamento de XML, o PHP 4 suporta os padrões SAX e DOM, além de você também poder utilizar a extensão XSL para transformar documentos XML. O PHP 5 padroniza toda a extensão XML a partir da base sólida da libxml2, além de estender os recursos com o acréscimo ao SimpleXML e XMLReader.

    Por último mas longe de terminar, temos também outras extensões interessantes: funções para o search engine mnoGoSearch, funções para Gateway IRC, vários utilitários de compressão (gzip, bz2, zip), calendário e conversões de datas, tradução...

    Como você pode ver, esta página não é suficiente para descrever todos os recursos e benefícios que o PHP pode oferecer. Leia nas seções sobre a Instalação do PHP, e veja a referência das funções para detalhes das extensões mencionadas aqui.

    Qual o primeiro passo?

    APRENDER DE VERDADE A INSTALAR

    O primeiro passo é simples, mas pode se tornar uma grande complicação e vício se não for feito primeiro e entendido corretamente. Se você quer começar em PHP hoje e um dia se tornar um bom programador PHP deve executar primeiro umas 10 vezes a instalação manual do PHP tanto em ambiente Linux quanto ambiente Windows.

    Devendo sempre seguir os tutoriais de instalação manual da ultima versão do PHP em: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    QUOTE
    Quote
    Porque deve se fazer instalação manual? meu professor me ensinou a usar o xaamp é mais rápido smile.gif


    Se seu professor te ensinou isso, já está explicado porque ele estava te dando aula :evil:

    Que me desculpem os professores que fazem isto, mas ao não instalar PHP manualmente você passa a não saber :

    Como o PHP funciona
    Como ele é carregado
    O que é PECL
    O que é PEAR
    O que é modo seguro
    O que é cgi mod
    O que é carregar por módulo
    Como uma extensão funciona...



    QUOTE
    Quote
    "OPA, mas eu sei como uma extensão funciona... copia ela pra pasta ext e vai no PHP.INI"
    Opa você sabe, sabe usar uma extensão como a secretaria da sua empresa sabe usar o Word... agora tenta fazer uma.

    Qual o segundo passo?

    Verificar se a instalação foi feita com sucesso. Você pode fazer isto da seguinte forma:

    1. Abra o bloco de notas e digite
    2. Salve como info.php na pasta root (www) do seu servidor
    3. Abra seu navegador e digite: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ou [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]






    Explicando os passos:

    1. Você está criando seu primeiro código em php que chama a função phpinfo() sem passar nenhum parametro.
    QUOTE

    Quote
    1.1 1.2 phpinfo = função do php que retorna informações sobre ele mesmo
    1.3 () = instancia/parametros



    o que você colocar ai dentro vai ser passado para dentro de uma função, seja ela qual for, desde que ela seja construída para interpretar os valores que você passar ali a função realiza seu papel, normalmente te retornando algum valor ou imprimindo algo na tela. Mais tarde você vai entende isso melhor.

    3. [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] é o endereço do seu software servidor HTTP, ao lançar este endereço o software do servidor é acionado e o que você colocar na frente da / ele procura dentro da pasta root (www) dele.

    3.1 localhost é o nome do seu servidor, como se fosse o nome de um computador na rede

    3.2 127.0.0.1 é o ip interno dele, interno só pra sua maquina, se você digitar o mesmo endereço na maquina do lado não funciona.

    Como acessar de outra máquina?

    Basta você digitar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ou endereço de ip da maquina que esta o servidor]. Por exemplo:

    O nome do seu pc na rede é MinhaCasa - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    O ip dele na rede é 192.168.1.10 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Como acessar meu servidor que está no brasil lá do japão?

    1. Configure um Alias pra sua pasta root (www). Exemplo (apache):
    CODE
    Alias /index.php

    Options Indexes FollowSymLinks
    AllowOverride All
    Order allow,deny
    Allow from all


    caminho - apache2/conf.d/alias


    2. Pegue seu ip externo, você pode fazer isto em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    3. Mande o cara lá do japão acessar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    3.1 Se pedir senha:
    3.1.1. Vá até o setup do seu modem/router e faça ele redirecionar a porta 8080 para o endereço de ip interno da maquina que o servidor está instalado. Para
    3.1.2 Vá até o arquivo de configuração do seu servidor e procure por "port" mude o valor de "80" para "8080". No IIS isto fica no painel de controle
    3.1.3 Mande o cara lá do japão acessar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Onde xxx é seu ip

    Terceiro Passo: instalar um banco de dados

    Vamos trabalhar com o MySQL neste tutorial. Para baixar o MySQL vá até o link [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ou vá até a página de downloads (MySQL :: MySQL Downloads ) da MySQL AB.



    Iniciando a instalação do MySQL

    Clique em Iniciar\Executar... e digite o caminho e o nome do instalador
    Na tela de boas vindas do instaldor do MySQL clique em Next
    Na próxima janela selecione o tipo de instalação (Typical) e em seguida clique em Next
    Confirme as escolhas da instalação e clique em Next
    Aguarde enquanto o MySQL é instalado
    Salte o login no MySQL selcionando Skip Sign-Up e clique em Next
    Selecione Configure the MySQL Server Now e clique em Next
    Na tela de boas-vindas da configuração clique em Next
    Selcione Standard Configuration e em seguida clique em Next
    Selecione Install As Windows Service e em seguida clique em Next
    Selecione Modify Security Settings digite a senha na caixa de texto New root password e confirme a senha digitando-a novamente na caixa Confirm e em seguida clique em Next
    Execute a configuração clicando em Execute
    Após finalizar a configuração e clique em Finish


    Após instalar o MySQL execute novamente o arquivo info.php e procure por MySQL, se não encontrar vá até o arquivo php.ini, localize:
    QUOTE
    Quote
    ;extension=php_mysql.dll
    ;extension=php_mysqli.dll
    e substitua por



    QUOTE
    Quote
    extension=php_mysql.dll
    extension=php_mysqli.dll




    Após isso tente executar uma conexão com o servidor de banco:

    CODE
    Quote
    $link = mysql_connect('localhost', 'usuario', 'senha');
    if (!$link) {
    die('Não foi possível conectar: ' . mysql_error());
    }
    echo 'Conexão bem sucedida';
    mysql_close($link);




    Se funcionar está tudo ok, se não verifique novamente os passos da instalação.

    Mas, e para conectar a outros bancos?

    Cada banco tem sua função nativa, aqui vão algumas:

    Quote
    MSSQL
    CODE
    $myServer = "ServerName\ServerInstance";
    $myUser = "dbuser";
    $myPass = "dbpassword";
    $myDB = "DBName";

    // connection to the database
    $dbhandle = mssql_connect($myServer, $myUser, $myPass)
    or die("Couldn't connect to SQL Server on $myServer");

    // select a database to work with
    $selected = mssql_select_db($myDB, $dbhandle)
    or die("Couldn't open database $myDB");

    echo "You are connected to the " . $myDB . " database on the " . $myServer . ".";

    // close the connection
    mssql_close($dbhandle);


    Oracle
    CODE
    $rnum=rand(0,99999999);
    $dbcon = oci_new_connect('XXXXX', 'XXXXXX',
    '
    (DEscriptION =
    (ADDRESS =
    (PROTOCOL = TCP)
    (HOST = XXX.XXX.XXX.XXX)
    (PORT = 1521)
    (HASH = '.$rnum.')
    )
    (CONNECT_DATA =(SID = XXX))
    )
    ');


    Você também poderá usar o DBX para conectar a qualquer um desses bancos com o mesmo comando
    CODE
    $link = dbx_connect (DBX_ODBC, "", "bd", "nome de usuário", "senha", DBX_PERSISTENT)
    or die ("Não foi possível conectar");

    echo "Conexão realizada com sucesso.";
    dbx_close ($link);




    Quarto Passo: Editor/IDE



    Escolher qual o ambiente de desenvolvimento em PHP você irá usar, não venha com aquela: "sou fodão vou usar o notepad que isso é conversa de papagaio".

    Atualmente existem várias ide's que trabalham com PHP, muitas mesmo, você vai encontrar milhares por aí. No entanto as que eu recomendo por experiência própria são:

    PHPEdit - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Zend Stúdio for Eclipse - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Dreamweaver -http://labs.adobe.com/technologies/dreamweavercs4/

    Motivos:

    1. PHP Edit - IDE mais rápida, leve, auto completa, corrigi e te oferece várias ferramentas pra programar seu código.
    Desvantagem: Organização do projeto perde para do Eclipse

    2. Zend Stúdio - Além de ser bom, te ajuda a organizar o projeto de forma incrivel, gera phpdoc em um clique, a IDE Eclipse hoje está quase que se tornando um padrão global para ferramentas de desenvolvimento, a zend é a principal produtora do proprio php e provavelmente se um dia houver um padrão de editor PHP o maior candidato é o Zend Stúdio.
    Desvantagem: Trava com códigos grandes, mais de 1000 linhas (testes realizados com 2gb de ram/process: amd x2 4.4 ghz e intel pentium 4 3.0 ghz)

    3. Querendo ou não quando você vai trabalhar principalmente com sites para xxxxx, que em sua maioria acabam tendo mais de design que de programação o Dreamweaver ainda é a IDE mais produtiva se usada corretamente, existem frameworks integrados, é possivel trabalhar vendo o resultado, além de aliado a algumas extensões se tornar um bom editor de códigos também.
    Desvantagens: não autocompleta, não corrigi, trava com códigos grandes.

    Cade o Delphi-for-php?

    Bom testei somente a primeira versão dele, a frase que me restou depois foi: "eles não conhecem xxxxx". Mas se você gosta...

    Temos também outras IDE's legais, no entanto as 3 que citei, principalmente as duas ultimas são mais viaveis de serem usadas, pois a maioria das pessoas as usam e quando você vai dividir um projeto com alguém é quase que essencial usar a mesma IDE.

    Quinto e ultimo passo: tchan tchan



    Aprender a usar o Google!!!

    O trabalho de quem se envolve em programação em PHP se formos fazer uma divisão de porcetagens seria mais ou menos:

    Conhecimento em TI: 10%
    Criatividade: 20%
    Conhecimento próprio da linguagem: 20%
    Pesquisa: 40%

    A comunidade é aberta, não é radical de só querer enxergar uma coisa, está sempre compartilhando e tem um desejo enorme de evoluir a linguagem. Diante disso você pode aproveitar essa grande oportunidade participando de fóruns como o nosso, sites de scripts, lista de dircusões e etc

    Meta: Programador Fato

    SE GOSTARAM NÃO CUSTA NADA AGRADECE

      Data/hora atual: Sex Dez 02, 2016 10:48 pm